Portal de Conferências da UFRJ, XII Congresso de Extensão da UFRJ

Tamanho da fonte: 
ÁLCOOL E TRÂNSITO: EDUCAÇÃO EM SAÚDE
Tatiana Monteiro Paixão, Fernanda Romana de Sousa, Raissa Gomes Vivas, Ângela Mendes Abreu, Thamyres Morgado de Almeida

Última alteração: 2015-11-04

Resumo


Nos dias atuais os acidentes de trânsito apresentam relevante papel no conjunto das principais causas de morbimortalidade no mundo contemporâneo. O aumento dessa morbimortalidade tornou-se um verdadeiro problema de Saúde Pública.  Projeções para o ano de 2020 apontam para o fato de que os acidentes de trânsito ocuparão o terceiro lugar nas causas de mortalidade. O trânsito na cidade do Rio de Janeiro, de acordo com estudos, vem registrando em torno de 3 mortes diariamente em toda região metropolitana. Nesse contexto, esse projeto de Extensão de Educação em Saúde no Trânsito sobre álcool e direção, que vem sendo realizado na UFRJ desde 2005, tem como objetivo geral aprimorar estratégias na modalidade de Intervenção Breve, fazendo prevenção e promoção da saúde em relação ao binômio álcool e direção uma combinação perigosa, visando a redução das estatísticas sobre morbimortalidade dos acidentes de trânsito na cidade do Rio de Janeiro, abordando a população em geral. Para o desenvolvimento das atividades de Extensão propriamente dita, utilizamos as palestras de educação em saúde sobre o álcool, trânsito e outras drogas nas escolas públicas e privadas de primeiro e segundo graus da rede de ensino, com autorização e agendamento prévio das instituições, bem como atividades relacionadas a Intervenção Breve em bares e onde há concentração de jovens a noite, realizando a abordagem denominada “Amigo da Vez”. A mesma atividade se repete, na fiscalização da Operação Lei seca, realizada em parceria com o Governo de Estado, onde os bolsistas coletam dados dos indivíduos que são abordados na operação, enquanto atuam por meio da Intervenção Breve. Após o resultado do bafômetro, parabenizam e presenteiam, com uma camiseta da campanha, os que deram resultado negativo e, os que deram positivo, realizam orientação sobre as estatísticas e o perigo do binômio álcool e direção, e suas consequências. Esse projeto visa contribuir com ações de extensão, ensino e pesquisa cumprindo o preceito da indissociabilidade desse tripé acadêmico com envolvimento dos alunos de graduação de enfermagem do sétimo período da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Dessa forma, as atividades que vem sendo desenvolvidas tornam-se de grande relevância para a sociedade no sentido de vir ao encontro das atuais políticas públicas de saúde, no contexto da violência do trânsito envolvendo bebida alcoólica, nos países em desenvolvimento, sobretudo na década da segurança viária estabelecida pela ONU, que vai de 2011 a 2020.